Vitória da vida: Umuarama é território livre do FRACKING!

Com presença de centenas de pessoas, os vereadores de Umuarama, no Paraná, aprovaram por unanimidade na manhã deste sábado, 14, projeto de Lei que proíbe operações de FRACKING no município. Antes, os manifestantes fizeram uma marcha pela ruas da cidade até à Câmara Municipal para acompanhar a votação no plenário.

Todos os 10 vereadores encaminharam favoravelmente ao projeto enviado pelo Executivo e agora, depois de sancionado, Umuarama estará livre do FRACKING. Mais de 50 cidades do Brasil já aprovaram leis banindo o fraturamento hidráulico, tecnologia altamente poluente para extração de gás do xisto do subsolo. Centenas de outros municípios estão discutindo legislação semelhante.

Veja mais imagens deste dia histórico para a cidade da região Noroeste do Paraná que se abraçou ao movimento global LIBERTE-SE DOS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS e disse NÃO AO FRACKING.

Segundo o fundador da COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil e Pela Sustentabilidade e coordenador de Campanhas Climáticas da 350.org, Eng. Dr. Juliano Bueno de Araujo, “os movimentos LIBERTE-SE DOS FÓSSEIS e LIBERTE-SE DO FRACKING realizados na cidade de Umuarama deixam uma marca definitiva no ‘maldito gás da morte’, o gás não convencional derivado da técnica de exploração conhecida por FRACKING”.

Na semana do LIBERTE-SE que antecedeu a ação deste sábado, foram mobilizados milhares de pessoas que se engajadas nesta luta que não termina aqui. “O povo unido, junto com lideranças das igrejas católica e evangélica, Cáritas, COESUS, Adema, sindicatos de trabalhadores e patronais, agricultores, garantiu o banimento deste combustível fóssil (metano) em Umuarama e em outras 32 cidades da Região Metropolitana”, completou.

Marcha do LIBERTE-SE DO FRACKING

Antes da votação, mais de 300 pessoas marcharam pelas ruas da cidade rumo à Câmara Municipal onde o PL seria votado.

O LIBERTE-SE DOS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS faz parte da onda global contra os fósseis – Break Free 2016 – que em maio promove ações em vários países. No Brasil está sendo articulado pela 350.org Brasil, COESUS, Cáritas Paraná, Fórum Ceará no Clima, Repas, entre diversas organizações climáticas, ambientais e movimentos sociais.

Para saber mais sobre o movimento e detalhes das ações no Brasil basta acessar https://liberte-se.org/ .

“Tomamos em nossas mãos o poder de mudança da matriz energética brasileira, e seguimos combatendo as termelétricas a carvão, gás, petróleo e o FRACKING. Ativistas climáticos estão ganhando as batalhas por um futuro justo e renovável, e juntos vamos derrotar a indústria fóssil”, garante a diretora da 350.org Brasil e América Latina, Nicole Figueiredo de Oliveira.

Fotos: 350.Brasil/COESUS

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enquire here

Give us a call or fill in the form below and we'll contact you. We endeavor to answer all inquiries within 24 hours on business days.
[contact-form-7 id="5208"]