Mudanças Climáticas já estão alterando as características das estações do ano

 

 

Participantes da Virada Climática da Primavera 2016 em Curitiba puderam conhecer e conversar sobre as causas e impactos das alterações radicais do clima que vivenciamos.

 

Não fosse a força do calendário que marca a mudança das estações do ano, a Primavera chegaria e muita gente nem perceberia. Isto porque o tempo instável com fortes chuvas e altas temperaturas típicas do verão, nebulosidade intensa e dias cinzas registrados normalmente no outono e temperaturas consideradas baixas para esta época são sinais de que alguma coisa está fora da ordem.

Para os curitibanos, um exemplo dos impactos das mudanças climáticas já é percebido: A Primavera começou oficialmente no último dia 22 e os Ipês Amarelos já estão no fim da florada. Começaram seu espetáculo semanas antes, de forma desordenada e com sinais claros que a natureza está em desequilibro.

Exatamente para despertar nas pessoas um olhar mais atento para as mudanças climáticas e os fenômenos que estão em curso no planeta causados pelo aquecimento global, a 350.org Brasil e América Latina, Fundação Cooperlivre Arayara e COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima, Água e Vida, e parceiros, realizam a Virada Climática a cada nova estação.

 

whatsapp-image-2016-09-25-at-11-17-02-3
Virada Climática aconteceu no Centro de Criatividade de Curitiba no parque São Lourenço, em Curitiba.

 

Em sua quarta edição, o evento reuniu no Centro de Criatividade de Curitiba no Parque São Lourenço centenas de pessoas com uma programação variada que contou com atividades para toda a família. A Virada Climática tem o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, Clínica Gandhi, Movimento Urbano Sócio Ambiental (Musa), Rede Evangélica Paranaense de Ação Social (Repas), Cooperativa de Agricultores Orgânicos e de Produção Agroecológica, Instituto Lixo Zero e demais parceiros.

“O objetivo da Virada Climática é alertar para as causas das mudanças climáticas que ameaçam milhões de pessoas e importantes ecossistemas no mundo e produz efeitos devastadores e permanentes”, enfatiza Nicole Figueiredo de Oliveira, diretora da 350.org Brasil e América Latina.

A próxima edição será especial e já está marcada para 6 de Novembro, um domingo, coincidindo com a Conferência do Clima (COP 22) que será realizada em Marrakesh, no Marrocos, de 7 a 18.

 

Perigo à vista

A ideia de Mudanças Climáticas ainda é desconhecida da maioria das pessoas, que apenas percebe a mudança do clima, mas não compreende suas causas. A exploração e a queima dos combustíveis fósseis como petróleo, gás e carvão estão provocando um aumento significativo das emissões de gases de efeito estufa na atmosfera, especialmente o CO2, impedindo que o calor na atmosfera da Terra se dissipe.

 

img_20160925_104347790
Muitas crianças estiveram na Virada Climática.

 

Estudos comprovam que o planeta aqueceu 1,5 Graus Celsius acima da média registrada desde a Revolução Industrial, sendo que nos polos a temperatura aumentou até 4 Graus. As geleiras do Ártico estão derretendo mais rapidamente e entre as principais consequências estão o aumento do nível dos mares e alteração do regime de chuvas. A temperatura dos oceanos também está aumentando, afetando a formação de corais e impactando a vida marinha.

“Estamos batendo dos os recordes, seja de temperatura, seja dos níveis de imissões. Precisamos parar imediatamente a exploração dos combustíveis fósseis, que devem ser deixados no chão, e investirmos em energias renováveis”, alerta Nicole Figueiredo de Oliveira.

A NASA acaba de anunciar que o mês de agosto bateu todos os recordes de temperatura. Aliás, todos os meses de 2016, até aqui, superaram as temperaturas dos meses de 2015, que por sua vez já tinham superado os registros ocorridos desde 1880.

 

Campanha Não Fracking Brasil e América Latina

img_20160925_111403534

 

Uma das causas do aquecimento global é a exploração de petróleo e gás de xisto do subsolo pela técnica minerária do fraturamento hidráulico, também conhecido como FRACKING, altamente poluente e grande consumidora de água.

Para Juliano Bueno de Araujo, coordenador de Campanhas Climáticas da 350.org e fundador da COESUS, “impedir que Fracking aconteça no Brasil e avance na América Latina é fundamental para contermos as mudanças climáticas e garantirmos um futuro sustentável e seguro para todos os seres vivos”.

Recentemente foi lançada a Coalizão Latino-americana contra o Fracking em Montevidéu, no Uruguai, durante Seminário ‘Peligros del Fracking’ realizado durante a Assembleia Parlamentar Euro-Latino-americana (Eurolat).

Países onde o método já é utilizado, como Argentina e Estados Unidos, têm experimentado enormes prejuízos ambientais, sociais e econômicos. Outros, como Alemanha, Escócia e França, já baniram definitivamente a técnica. Entretanto, com a baixa do preço do petróleo, o Fracking ganhou força na indústria dos hidrocarbonetos, tendo na América Latina uma de suas principais portas de entrada.

Já foram mapeadas áreas para exploração na Bolívia, Chile, Colômbia, Venezuela, Paraguai, Uruguai, Argentina, Brasil e México, sendo estes três últimos os que contam com as maiores reservas de gás de xisto no continente. Muitas das áreas estão próximas ou sobrepostas a territórios indígenas, comunidades ribeirinhas, bairros urbanos, Áreas Protegidas e regiões produtivas.

 

 

 

Virada Climática Primavera 2016

Além de tratar sobre o aquecimento global e mobilizar contra o FRACKING, a Virada Climática tem por objetivo promover a integração entre os movimentos e entidades climáticas ambientais e sociais.

Confira aqui mais imagens do evento realizado em Curitiba no último domingo, 25.

 

img_20160925_115211755
Durante a Virada Climática, profissionais da Clínica Ghandi realizaram diversos exames e serviços de saúde sob a coordenação da Dra. Glaci Krasinski e do Dr. Marcos Cury Neubauer (ao centro).
img_20160925_124046552
Integrantes do Movimento Urbano Sócio Ambiental (Musa).

 

img_20160925_162933144
Projeto Lixo Zero.

 

 

img_20160925_120607647_hdr
Cooperativa de Agricultores Orgânicos e de Produção Agroecológica

 

img_20160925_121106312
Projeto Semeando em terra boa – Repas

 

 

img_20160925_172255654
Organização Amigo Animal

 

img_20160925_160153645_hdr
Virada Climática Primavera 2016 teve muita diversão para os frequentadores do Parque São Lourenço.

 

 

 

 

 

Por Silvia Calciolari

Fotos: 350Brasil/COESUS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *