Rotary Umuarama Catedral se engaja na luta contra o FRACKING

Nem em Umuarama, nem no Brasil e em nenhum lugar do planeta. A luta contra FRACKING é de todas as pessoas que não querem correr o risco de ter a contaminação das reservas de água, a produção de alimentos inviabilizada, o ar poluído e a saúde das pessoas comprometida. Nem querem sofrer os impactos das mudanças climáticas decorrentes do aquecimento global e nem vivenciar os terremotos que a tecnologia provoca.

Para lutar contra os severos e irreversíveis impactos do fraturamento hidráulico, o Rotary Umuarama Catedral abraça a campanha Não Fracking Brasil e inicia um trabalho de mobilização na região.

Segundo o vereador de Umuarama Diemerson Castilho, um dos representantes da COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil e pela Sustentabilidade, “devemos mobilizar o Estado do Paraná para aprovar uma Lei Estadual e por isso a adesão do Rotary é muito bem-vindo”.

Rotary Club

Com o apoio do Presidente Esmeraldo Tavares e do rotariano Cleverson Oliveira, o vereador realizou uma palestra sobre os efeitos devastadores do Fracking: “Umuarama está dando exemplo para o mundo de mobilização de uma cidade inteira contra o gás da morte”.

Território livre

umuaramailustrado2No último dia 21 de maio, o prefeito Moacir Silva sancionou a Lei Complementar 417/2016 que proíbe operações de Fracking na cidade. A aprovação aconteceu em 14 de maio, após uma ampla articulação da COESUS, 350.org Brasil e Cáritas Paranaense com o Executivo, Legislativo e sociedade civil organizada que resultou na legislação que impede concessão de alvarás para operações de fraturamento hidráulico, outorga de água e o tráfego de caminhões com produtos químicos.

A legislação foi aprovada por unanimidade pelos vereadores, numa votação realizada com as galerias lotadas de moradores de Umuarama que antes participaram da marcha contra o gás da morte.

“Agora, vamos mobilizar as cidades que compõem a Associação dos Municípios de Entre-Rios (Amerios) para propormos projetos semelhantes nas cidades ameaçadas pelo FRACKING”, garante o fundador da COESUS e coordenador de Campanhas Climáticas da 350.org, Eng. Dr. Juliano Bueno de Araujo.

Ao mesmo tempo, haverá uma ampla mobilização na Assembleia Legislativa do Paraná, onde já tramita o Projeto de Lei 482/201 de autoria do deputado Rasca Rodrigues. Como apoiador da campanha Não Fracking Brasil na Alep temos também o deputado Claudio Palozi, representante da região de Umuarama, que compõe a Frente Parlamentar e está empenhado em fazer a discussão – e aprovação – da proibição do Fracking prosperar.

 

Unipar - Umuarama

 

Em visita à Reitoria da Unipar, um dos temas da conversa foi a aprovação da Lei contra Fracking em Umuarama. O Vereador Diemerson Castilho esteve com o Reitor Carlos Eduardo, o Diretor Campus Umuarama Prof. Nílvio Ourives, o Diretor Executivo Recursos Financeiro Rui de Souza Martins, o Diretor Executivo para Assuntos Jurídicos Dr Lino Ito e com o Diretor Executivo Relações Trabalhista Janio Tramontin Paganini. O vereador esteve acompanhado de Antonio Carlos Favaro e Cleverson Alvarenga.

 

Fotos: Coesus/350.org Brasil/Assessorias

Comente!

%d blogueiros gostam disto: