Impactos socioambientais da mineração no Brasil são tema de Fórum

Impactos socioambientais da mineração no Brasil são tema de Fórum

Evento realizado em Teresina (PI) age em prol da defesa do equilíbrio ambiental e conta com a participação de membros do Instituto Internacional Arayara e COESUS

Durante a semana do Meio Ambiente acontecem diversos eventos e manifestos em defesa do equilíbrio ambiental, um deles é a primeira edição do Fórum de Mineração e Impactos Socioambientais, que será realizado em Teresina (PI), entre os dias 4 e 7 de junho. O objetivo é ampliar as discussões entre especialistas e a experiência das comunidades afetadas pela mineração, alinhando entendimentos em busca de alternativas frente ao modelo de mineração que hoje é aplicado no Brasil e também as formas de defender nossos territórios.

O gestor ambiental do Instituto Internacional Arayara e da Coalizão Não Fracking Brasil (COESUS), Renan Andrade, que acompanhou in loco os desastres em Mariana (MG) e Brumadinho (MG), ressalta que o modelo de mineração que foi estabelecido no país é um modelo “completamente insustentável”. De acordo com Andrade, é entendido que a natureza e tudo que está na região existe apenas para ser explorado e destruído em nome do lucro. “Hoje, inclusive, esse modelo tem avançado para terras produtivas – como temos acompanhado em Papanduva (SC) e também no Rio Grande do Sul – no qual eles não se importam se a terra gera alimentos para as pessoas e se elas precisam da atividade para sobreviver ou não”.

“Falar sobre os impactos que a mineração causa em nosso território é extremamente importante, não só por causa dos desastres que acompanhamos recentemente no Brasil, mas também pelas mudanças climáticas e os impactos socioambientais que são causados pela prática”, aponta a especialista em Comunidades e Mobilizações da COESUS América Latina, Janaina Bueno. “Aqui, os principais problemas oriundos da prática são, em suma, a poluição das águas e do ar, alterações ambientais, além da depreciação de imóveis e transtornos ao tráfego urbano – gerando diversos conflitos para a comunidade local. E nós não precisamos disso”, complementa Janaina. “Precisamos discutir o tema para criarmos um modelo sustentável e, acima de tudo, dar soberania popular sobre todas as atividades, para que possamos compreender os impactos não só no ambiente como na vida das pessoas”, finaliza Andrade.

A equipe do Instituto Internacional Arayara e da COESUS estará presente no Fórum de Mineração e Impactos Socioambientais divulgando as atividades realizadas durante a Campanha Não Fracking Brasil e também acompanhando as palestras que serão ministradas nos dois dias de evento para se capacitar e compreender melhor o cenário minerário no Brasil. Para mais informações sobre o evento, acesse a página da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

*Foto tirada em Brumadinho (MG) – Paulinne Rhinow Giffhorn/COESUS

__

Paulinne Rhinow Giffhorn, jornalista e coordenadora de comunicação da Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima, Água e Vida (COESUS)  – paulinne@naofrackingbrasil.com.br / +55 41 99823-1660

Leave a Reply

Your email address will not be published.