Veja como foi a participação da 350.org Brasil e América Latina na COP 22

 

Foram dias de grande emoção, de união e troca de experiência entre de povos de todo o mundo e de esperança que é possível conter os impactos das mudanças climáticas. Como? Deixando os combustíveis fósseis no chão e investindo em energias renováveis

 

 

workshp-fracking-strategy10 e 11 de Novembro

Fracking Strategy Workshop

Realizado pela 350.org, o workshop teve como objetivo compartilhar ideias e aproximar os movimentos contra o fraturamento hidráulico com grupos do Norte da África. Nicole Figueiredo de Oliveira, diretora da 350.org Brasil e América Latina e coordenadora nacional da COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima, Água e Vida, participou das atividades e contou como a campanha está sendo desenvolvida nos países da América Latina.

 

 

roberto_sptlight12 de Novembro

Spotlight on Environmental Defenders

Realizado pela 350.org, Anistia Internacional e Track0, o painel contou com a participação de lideranças defensoras do meio ambiente e dos direitos humanos de países como Brasil, África, Marrocos e representantes da República das Ilhas Marshall. O cacique Antônio Roberto, do povo indígena Anacé, do Ceará, esteve presente a convite da 350.org Brasil e América Latina.

Confira a íntegra do painel aqui.

 

 

real-brasil-exposed

12 de Novembro

Real Brazil Exposed

Realizado pelo movimento Ceará no Clima, o evento paralelo teve por objetivo apresentar e debater a realidade do Brasil em relação aos investimentos em combustíveis fósseis priorizados pelo governo federal em detrimento das energias renováveis. Participaram da mesa de debate o Professor Alexandre Costa Araújo, um dos fundadores do Ceará no Clima, Nicole Figueiredo de Oliveira, da 350.org Brasil e COESUS, Cacique Roberto Anacés e Beatriz Azevedo Araujo, integrante do Ceará no Clima.

Assista aqui ao vídeo da transmissão que foi feita ao vivo durante o evento.

 

 

 

marcha-dos-povos13 de Novembro

Marcha dos Povos pela Justiça Climática

Domingo, milhares de pessoas de todo o mundo marcharam pelas ruas de Marrakesh para denunciar o agravamento do aquecimento global que provoca as mudanças climáticas, pedir o fim dos investimentos em combustíveis fósseis e exigir dos líderes mundiais prioridade para as energias renováveis.

Veja na página da 350.org Brasil no Facebook imagens que mostram como foi a manifestação, que uniu distintos povos num único grito: ‘Vida sim! Petroleiras, não!’ A marcha começou no Estádio El Harti e terminou na Praça Bab Doukkala.

 

 

 

unnamed-114 de Novembro

Evento paralelo da campanha Keep it in the ground

O evento contou com a presença de representantes de diversas organizações que fazem parte da campanha para manter os combustíveis fósseis no subsolo.  Foram realizadas performances culturais e artísticas de vários povos que são impactados pela indústria petroleira e vítimas das mudanças climáticas.

 

O Cacique Roberto Anacé fez um apelo aos líderes mundiais:

Preserve no nosso subsolo. Retire todas as empresas que extraem os combustíveis fósseis. Dê oportunidade para o Sol nos ajudar.
Cuidem de todos os nativos de nosso planeta, demarquem as terras dos nossos Índios Brasileiros, façam valer as leis que os defendem.
Não Fracking em todas as suas formas.
Que a energia sirva a todas as pessoas e não as colonize.
VIVA ANACÉ!

 

 

 

conferencia-de-imprensa14 de Novembro

Conferência de Imprensa

Logo após a ação Keep it in the Ground, Nicole Figueiredo de Oliveira frisou que, “para o Acordo de Paris ter qualquer relevância, precisamos parar todos os novos projetos de combustíveis fósseis e garantir uma transição para um mundo alimentado por fontes renováveis”. Ela também mencionou as conquistas da campanha Não Fracking Brasil, que já conseguiu aprovar leis que proíbem a prática do fraturamento hidráulico (Fracking) em mais de 200 cidades.

Veja a íntegra da conferência aqui.

 

 

 

wecan14 de Novembro

Women Leading Solutions on the Frontlines of Climate Change

Realizado pelo Women’s Earth and Climate Action Network (WECAN) International, o evento contou com a participação de Nicole Figueiredo de Oliveira, diretora da 350.org Brasil e América Latina, e teve presença de diversas outras lideranças femininas de todo o mundo, que se uniram em solidariedade para falar sobre injustiça social e meio ambiente.

 

 

 

 

nicole_sarney_cop2214 de Novembro

Carta da sociedade civil a líderes mundiais

Uma coalizão de mais de 375 organizações não-governamentais aproveitou o início da segunda semana da COP 22 e entregou aos líderes globais uma carta com uma única e simples reivindicação: que não seja criado mais nenhum novo empreendimento envolvendo combustíveis fósseis.

Durante a reunião da delegação brasileira aberta à sociedade civil, que contou com a presença do embaixador José Antônio Marcondes de Carvalho e do ministro do Meio Ambiente do Brasil, José Sarney Filho, a versão em português da carta foi entregue em mãos pela diretora da 350.org Brasil, Nicole Figueiredo de Oliveira.

 

 

Por Silvia Calciolari

Fotos: 350.org/350Brasil

 

 

 

Comente!