Você sabe como o carvão chega até a UTE-Pecém?

A Erica Pontes contou, no programa Matina da TV União, como este transporte é feito. Pois é, além de emitir gases do efeito e estufa e consumir enormes quantidades de água, o Complexo Industrial do Pecém conta com duas esteiras transportadoras de carvão de 13 quilômetros, que ligam o Porto do Pecém à Termelétrica. Passando por cima do campo de dunas, das lagoas e- pasmem – das casas dos moradores locais, a esteira não possui o isolamento adequado, ensejando VAZAMENTOS DE CARVÃO EM PÓ.

Mas quem investiu na construção desta estrutura?

As esteiras do Complexo Industrial do Pecém foram construídas com DINHEIRO PÚBLICO. Sim, fomos eu, você, todos nós, cearenses que acreditamos que o dinheiro público será destinado a melhorias para a população em geral, que desavisadamente financiamos o empreendimento.

Não fechemos os olhos para a realidade de quem sofre com doenças, especialmente de pele e respiratórias, geradas pela dispersão de materiais e pela poluição sonora no descarregamento de navios com carvão mineral.

O Ceará somos todxs nós. Não ignoremos, não nos calemos e não aceitemos!

Leave a Reply

Your email address will not be published.