LIBERTE-SE: “Petróleo, gás e carvão, é prá deixar no chão!”
Este foi o grito entoado por mais de 50 pessoas que foram hoje até à Assembleia Legislativa do Ceará protestar contra a proposta do governo do Estado para atrair novas termelétricas para o semiárido.
ArN6QbZZ-HrGDu-09qjTrPcDc0HUuwu5Ab3yfVd7N-Q8
Com as galerias cheias e sob pressão, os deputados adiaram a votação da mensagem do Executivo que propõe redução de ICMS como incentivo a termelétricas. O grupo se posiciona contra o projeto de Lei que prevê redução tributária como incentivo à instalação de usinas termelétricas de gás natural e outros fósseis no Estado.
Capitaneados pelo Fórum Ceará no Clima e Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindfort), as galerias foram ocupadas por ativistas do movimento climático, estudantes universitários e povos indígenas e comunidades tradicionais.
350.org Brasil, Fundação Cooperlivre Arayara e COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil parabenizam por mais essa ação dos movimentos sociais e climáticos do Ceará contra as termelétricas, grandes consumidoras de água, poluentes e que aprofundam as injustiças sociais no país. Somos parceiros na luta pelo fim dos investimentos em hidrocarbonetos para contermos as mudanças climáticas.
Vamos nos libertar dos combustíveis fósseis!
AsZJ-FkwQrWxTnTfV18vSkaRQD9Y5Wf4t23PTnMycNok

 

AhmGoeC2fw9_fVMANK2A2zPH2ydAtB0B_wc2epLVWdo5

 

At6dUYpB3AqqA1XhvAlkKEYDLkbYmz8gsIP_w4ZD9MZ3

 

ceará

AmMOgV8oUTHM1tNBRtb2MpjHJddWb6sMHsSHg6J8bnzT

Leave a Reply

Your email address will not be published.