Seminário sobre FRACKING na Conferência Estadual das Cidades


Detalhes do Evento

  • Data:

 

A 6a Conferência Estadual das Cidades promete um número recorde de participação. São esperadas quase 3.000 pessoas nos dias 16, 17 e 18 de agosto, em Foz do Iguaçu, no Hotel Carimã, localizado na Avenida das Cataratas, 4.790. Juntos, sociedade organizada, representantes do Governo nas esferas jurídica, administrativa e legislativa, vão buscar, analisar e discutir as melhores soluções aos problemas das cidades e sua gente.
Estão inscritos 1.563 delegados, entre titulares, indicados e natos – que já tem cadeira no Conselho Estadual das Cidades. Mais 984 delegados suplentes e 87 observadores – sem voz e sem voto – , assessores de prefeitos e secretários municipais. Além dessas pessoas, a organização da Conferência reservou mais 100 vagas para observadores que queiram se inscrever no primeiro dia do evento. Os observadores irão por conta própria, às suas expensas pessoais. Também estão confirmadas, até o momento, a presença de 20 autoridades, entre secretários de Estado e deputados estaduais. É esperada também a presença do governador Beto Richa.

Participantes, que vem de outras cidades, poderão se hospedar no próprio hotel ou optar por um de três outros locais: Hotel Nadai Confort, Iguassu Holiday Hotel e Hotel Colonial Iguaçu, com valores diferenciados.

A PROGRAMAÇÃO – No primeiro dia do evento, 16, quarta-feira, o credenciamento terá inicio às 14 horas e irá até 22 horas. Das 18 às 20 horas será a abertura oficial da Conferência, com as presenças do governador do Paraná, Beto Richa; do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ademar Traiano; de representantes do Poder Judiciário e Ministério Público; do presidente do ConCidades/PR e secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior; do prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro; do representante do Conselho Nacional; do Ministério das Cidades e dos diversos segmentos e demais autoridades.

Das 20 às 20h40, haverá a Palestra Magna com o arquiteto Orlando Pinto Ribeiro. Ele abordará o tema que permeará toda a 6a Conferência Estadual das Cidades: Função Social da Propriedade, Cidades Inclusivas, Participativas e Socialmente Justas. Após a palestra, a noite se encerrará com um coquetel.

NOVAS CREDENCIAIS – Já, no dia 17, haverá espaço para mais credenciamentos, com início às 8 horas e término às 12 horas. Das 8h30 às 10 horas será realizada a leitura e aprovação do Regulamento da 6a Conferência Estadual. Das 10 às 12h30, haverá Abordagens Orientativas e Motivacionais para os Grupos Temáticos, em número de três.

E, a partir das 12 horas será feito o credenciamento dos suplentes. Das 14 às 17 horas, a agenda registrará o trabalho nos Grupos Temáticos, Análise das Propostas e Entrega para a Coordenação Executiva. Das 18 às 19 horas, haverá a reunião dos segmentos para discussão da eleição dos delegados para a 6a Conferência Nacional, que será realizada em Brasília, e para a 4ª Gestão do Conselho Estadual das Cidades.

Das 20 às 22 horas, simultaneamente, serão realizados os seminários do Estatuto da Metrópole e de Fracking.

No último dia de Conferência, 18, das 8h30 às 11 horas serão apresentadas na plenária, pelos respectivos relatores, as propostas e moções dos Grupos Temáticos. Das 11 às 12 horas, será realizada a leitura das propostas aprovadas. Após o almoço, das 14 às 15 horas, haverá a eleição dos delegados dos segmentos para a 6a Conferência Nacional das Cidades.

Das 15 às 16 horas, serão eleitas as entidades representantes dos segmentos para a 4a gestão do Conselho Estadual das Cidades (ConCidades/PR) 2018/2020. E, das 16 às 17 horas, haverá a Validação dos Delegados a Conferência Nacional e das Entidades que vão compor o Conselho Estadual das Cidades.

A 6a Conferência Estadual das Cidades será encerrada às 17 horas.

ESTATUTO DA METRÓPOLE – Após a abertura do Seminário sobre o Estatuto da Metrópole, o engenheiro e diretor de Operações do Paranacidade, Alvaro José Cabrini Junior, fará uma síntese sobre a importância do documento. Em seguida, falará o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Meio Ambiente, de Habitação e Urbanismo, o procurador Alberto Vellozo Machado.

Depois, será a vez do presidente da Comissão de Assuntos Metropolitanos da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado estadual Alexandre Guimarães. O arquiteto Clóvis Ultramari discorre sobre o tema proposto, abrindo espaço ao debate.

Das 21 às 22 horas, o grupo debaterá sobre o tema até o encerramento do Seminário sobre o Estatuto da Metrópole.

FRACKING – Já, no Seminário do Fracking, após a abertura, o geólogo e professor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Fernando Scheibe, fará uma palestra sobre a Exploração do Gás de Xisto por Fraturamento e Contaminação das Águas.

Em seguida, a diretora da ONG 350.org, coordenadora nacional da Coalizão Não Fracking Brasil, Nicole Oliveira, falará sobre Fracking no mundo, estudos e riscos. Depois, o engenheiro e fundador da Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima Água e Vida – COESUS –, Juliano Bueno de Araújo, falará sobre legislações municipais e estaduais. Após este debate, o seminário será encerrado.

 

Fonte: ParanaCidade