GDM: Se é errado destruir o planeta, é errado lucrar com essa destruição

 

De 5 a 13 de maio acontece a Mobilização Global pelo Desinvestimento (Global Disvetiment Mobilization) que pede a retirada de investimentos em projetos ligados a combustíveis fósseis e o redirecionamento destes fundos a fontes renováveis de energia já conta com a adesão de mais de 700 instituições em 76 países

 

Com as incertezas do cenário político global e com os eventos climáticos se intensificando a cada dia, mais do que nunca precisamos agir como cidadãos e tomar as rédeas para assegurar o futuro que queremos para o mundo: mais livre, justo e sustentável. Para frear os impactos das mudanças do clima e de fato proteger nosso meio ambiente, a nossa “Casa Comum”, só uma mudança real de paradigma econômico e modelo de desenvolvimento.

 

meme GDM1

 

Mas para isso não basta que apenas algumas pessoas tomem consciência e mudem, precisamos mudar o status quo, pedindo aos nossos familiares, aos nossos vizinhos, às instituições às quais estamos vinculados – sejam elas escolas, universidades, igrejas, comércios, empresas -, além de cobrar os governos municipal, estadual e nacional para que deixem de financiar a indústria que sabidamente mais destrói o nosso planeta. Juntos, precisamos dizer ‘não’ aos combustíveis fósseis.

Sabemos que as grandes empresas que produzem petróleo, carvão e gás vêm há décadas corrompendo políticos, adiando tomar medidas que contornem a crise climática e lucrando milhões enquanto emitem gases que aquecem o planeta e prejudicam pessoas nos quatro cantos do mundo, deixando populações inteiras sem água, sem comida, sem casa, sem fé.

Diante das catástrofes sem precedentes, o mundo clama por uma reviravolta urgente. No próximo mês de maio, entre os dias 05 e 13, milhares de pessoas ao redor do globo farão parte da Mobilização Global pelo Desinvestimento. A campanha internacional que pede a retirada de investimentos em projetos ligados a combustíveis fósseis e o redirecionamento destes fundos a fontes renováveis de energia já conta com a adesão de mais de 700 instituições em 76 países.

Cada vez que uma instituição respeitada adere publicamente e quebra seus laços com a indústria fóssil, enfraquecemos o poder político dessas grandes empresas para levar a cabo seus planos de negócios e abrimos espaço para que apenas soluções climáticas sustentáveis floresçam.

Seja o primeiro evento a incentivar o desinvestimento na sua comunidade ou uma sequência de ações, seja uma passeata ou uma intervenção artística, a Mobilização Global é a oportunidade perfeita para se organizar, chamar a atenção das pessoas para as mudanças climáticas e mostrar que uma ação local também pode reverberar globalmente. Até agora já foram registradas ações nos cinco continentes. Ideias inspiradoras têm chegado da Indonésia, Estados Unidos, Japão, Austrália, África do Sul e diversos países da Europa e América Latina. No Brasil, entre outras ações, será realizada a Grande Vigília Climática pela Criação, nos dias 6 e 7 de maio, na Diocese do Divino Espírito Santo de Umuarama, no Paraná.

Ficou interessado? Acesse o site! Encontre no mapa um evento perto de você. Envolva-se em uma das ações já cadastradas ou organize a sua própria – basta seguir as orientações do nosso guia. Faça parte desse grande movimento, seja a mudança que você quer ver no mundo.

 

 

Fonte: 350.org Brasil

 

 

 

 

Compartilhe!
Facebooktwittergoogle_pluspinterestmail

Siga-nos!
Facebooktwittergoogle_pluspinterestrssyoutubevimeoinstagrammail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *